terça-feira, julho 07, 2009

Acontecimento perturbador:

Proferi: "Sou frágil como uma pena"...
Uma voz inesperada fundou a analogia: "As penas são uma obra de arte da natureza. São leves, parecem frágeis, mas são magnificas.Completamente impermeáveis e isoladoras - resistem à mais terrível tempestade sem uma única plúmula danificada".

Imagem disponível em: http://3.bp.blogspot.com/_JU3GFupYKok/SaWhn_iUmBI/AAAAAAAAAFo/RuyQg2j8XmU/s320/penas.jpg

Sem comentários:

Enviar um comentário