quinta-feira, dezembro 31, 2009

2010Vou sentar-me à lareira e pensar no "desenlace" da deslocação elíptica da Terra em torno do Sol.

Imagem disponível em:http://www.constelar.com.br/revista/edicao36/imagens36/ecliptica.jpg

(...)

quarta-feira, dezembro 30, 2009

Parece que Andam Faunos Pelos Bosques
«Mas também era certo haver enigmas no mundo dos fenómenos, para os quais a melhor forma de decifração são ainda as chaves absurdas...» (Ribeiro, A. (1985). Andam Faunos Pelos Bosques (ed. comem.). Lisboa: Bertrand Editora. p. 18).

terça-feira, dezembro 29, 2009

segunda-feira, dezembro 28, 2009

...
Ainda acreditei encontrar a Bertrand, a Fnac ou até a Almedina com um "slogan": 50% desconto. Pois sim, paguei os meus livrinhos e voltei para casa de coração "gelado".

domingo, dezembro 27, 2009

Destruktion
herança logocêntrica de um resuscitare fonocêntrico.
É tarde para seres legado do S. Graal - no reino de Artur!
Uma diferença interrompe o limite da corda,
lendo e escrevendo por outras margens.

sábado, dezembro 26, 2009

«Mes jours sont des nuits blanches»

sexta-feira, dezembro 25, 2009

«O MEU PESO

nas tuas mãos a-

bertas:

a paciência in-

sonora do meu desespero»

Celan, P. (2008). A Morte É Uma Flor. Poemas do Espólio (Barrento, J., Trad. e Pósf.). Lisboa: Edições Cotovia. p.109.

quinta-feira, dezembro 24, 2009

b) Sonho Procrastinado
Hoje não me apanhas no sono - não - não!

quarta-feira, dezembro 23, 2009

Sonho
"Alguém" anda a percorrer o meu inconsciente durante o sono! Premunições da minha consciência: não são propriamente desejos - Freud! E também não sei se "quero" compreender - Jung...

terça-feira, dezembro 22, 2009

Saga de política nacional da treta:

Quando eu era pequenina pensava que a "justiça" dava a alma à "democracia"; esta daria ânimo à "política" e, por sua vez, esta daria alento à melhoria da "formação". Quimera de tretas! Nos dias de hoje não há formação política, há uns joguitos emporcalhados de advérbios de modo + os conhecimentos "inter-relacionais" que, segundo o que tenho observado nos últimos dias – "é experiência política – muitos anos menina". Costumo ouvir bem (tenho uma sensibilidade apurada), sorrir e, até mesmo, fazer-me de ignorante (que ainda sou). A minha mente também atesta a ignorância de algumas pessoas e, no fim, o ditame da minha arrogância surge. A minha consciência lacrimeja (vá só uns minutinhos), mas não encontro outro modo de lidar face a tanto pretensiosismo, face àqueles tons de voz monocórdicos que têm tanto de educação como de hipocrisia…

Sei que não é suficiente, mas aquilo que era próprio dos antepassados e da sociedade grega arquetípica, como na República de Platão, era indagar por uma definição de "justiça" (dikaiosyne) que partia da asserção de (novamente) "justiça" como "a saúde da alma". Por sua vez, esta afirmativa originava a discussão de como seria organização da polis como um macroanthropos e da alma do homem como uma micropolis. Obviamente que a este método ("deficiente") acabaria por se chamar: «dialéctica». Partira de uma hipótese para mostrar que "ela" levava a uma contradição, apresentando assim, um elenchos. Ora, se o elenchos fosse bem sucedido e, se chegasse à contradição, então, a hipótese era refutada. Isto significa o quê? Que a corrupção era motivo de reflexão filosófica e, que era essencial discutir argumentos. Alguém se importa com isto? Não! É Natal, bom – bom, é ouvir o nosso Primeiro a elogiar o Francisco de Assis, Ricardo Rodrigues e Sérgio S. Pinto e, ainda, ouvir a senhora Leite a falar de "chantagem política". Será que o nosso Primeiro se lembra do final do livro I da República?! Sócrates – o verdadeiro – deixou-nos face a duas aproximações no "conceito de justiça": a) "justiça" como uma virtude (aretê) que "provocaria" a melhoria dos homens; b) como uma virtude ligada à arte política (tecnhê politikê). É Natal, Sócrates – o pérfido – até diz que «Nenhum de nós perderá se os homossexuais se poderem casar» (deve ser um presente natalício)http://www.tvi24.iol.pt/politica/socrates-casamento-gay-homossexuais-primeiro-ministro-tvi24/1111915-4072.html). Então, mas isso de «os homossexuais» quer dizer que são de uma linhagem diferente? "Epá" espero que não perca grande coisa, senão – ui – senão! Lembrar-se-á, ao menos (porque é ainda insuficiente) do que disse Aristóteles no Livro V da Ética a Nicómaco: "A justiça (dikaiosyne) é a virtude que nos leva a desejar o que é justo (dikaion)". No sentido comum: dikaion pode significar tanto o legal (nomimon) como o igual (ison), uma dicotomia manifestada na linguagem popular – legal/igual que marca dois modos de se estabelecer o que é devido a outrem: pela lei ou pela igualdade...

Sou de Esquerda, não sou fanática...

"Padre aconselha fiéis a roubar"

segunda-feira, dezembro 21, 2009

Auto-estrada
Do Porto para Coimbra com 15km de obras...
E esta hein!?

domingo, dezembro 20, 2009

Melancolia do "amor platónico"

Não sei se está em causa a percepção visual conjugada com a cor aditiva, desconheço se a informação cerebral irá pactuar com a cor que os olhos vêem. Talvez esteja perante uma focalização restritiva. Porém, se a traição rompe um movimento poético, o que torna indelével esta "narrativa"?

Imagem disponível em: http://www.drugstruck.com/images/itmfl-blog-1.jpg

sexta-feira, dezembro 18, 2009

Qual a mensagem deste roubo?

Imagem disponível em: http://sensoincomum.zip.net/images/auschwitz2.jpg

Resistentes «como eu»:

"A primeira descrição de resistência bacteriana a antibióticos deve-se a Abraham e Chain, em 1940, com o aparecimento de estirpes de Staphylococcus aureus produtoras de penicilinases, enzimas que inactivam por hidrólise as penicilinas" (Ferreira, W. F. C.; Sousa, J. C. F. (Coord.) (1998). Microbiologia (Vol. 1). Lisboa: Ed. Lidel. p.239).

quinta-feira, dezembro 17, 2009

Vaticano

Argamassa de «teologia catafática», de «teologia apofática» e de «teologia superlativa»...

terça-feira, dezembro 15, 2009

Diálogos...

O "louco" do Nietzsche diria: «Enquanto que é próprio do prazer permanecer em si, sem olhar retrospectivamente, a dor exige sempre razões». Será? Se à beira de um evento há sempre um fim impossível de ser iluminado e, se a corporeidade do "eu" se torna susceptível de ser ferida, então, também é admissível supor uma viés na resposta ética ao sofrimento. Quando? Sempre que o "eu" se tenta determinar a si mesmo de modo auto-gratificante!!!

segunda-feira, dezembro 14, 2009

"About The Lines That Divide Us"

Entre a curiosidade do explorar e a saída da inocência para a "consciência". A passagem a um limbo de consequências...

domingo, dezembro 13, 2009

Nascimento aporético:
Natal das comemorações por um Jesus dos Romanos.
Vivência de uma modernidade contemporânea!
Nova tradição para não-cristãos,
Herança perdida dos Magos de uma hipotética Babilónia...

by, Jeune.
Copenhaga: problemas não-estáticos retratados como estáticos

A diferença entre um discurso e uma conferência faz-me questionar: o que é uma "cimeira"? Porquê?! Porque um discurso imperativo de limites não faz mais do que reafirmar esses mesmos limites. Imperatriz: será a articulação dos países desenvolvidos com os países em desenvolvimento. Relacionação de todos esses discursos radicais - como o «ecofeminismo» (a problemática do androcentrismo no ambiente) e a «ecoteologia» (a lembrança da importante macroeconomia) - com democracias participativas e representativas (lembram-se dos pilares do partido verde alemão?)...

sábado, dezembro 12, 2009

Sermão de S. Agostinho na voz de Vieira:

"Se não há justiça, que são os reinos senão grandes latrocínios? Pois os latrocínios que outra coisa são senão reinos pequenos?" (Vieira, P. A (1958). « Sermão do Bom Ladrão». Sermões E Cartas Do P. António Vieira ( 2ª ed. Fascículo Terceiro). Braga: Livraria Cruz. p. 17).

terça-feira, dezembro 08, 2009

Assassinato de um poeta:
«Der Schmerz schläft bei den Worten»
(29-6-1961)
"A DOR DORME COM AS PALAVRAS, DORME, DORME.
Dorme e vai buscar nomes, nomes.
Dorme e a dormir morre e renasce.
Uma semente germina, sabias?
Germina, germina
uma semente da noite, nas ondas, um povo
começa a crescer, uma estirpe
da-dor-e-do-nome -: firme
e como que desde sempre submersa
e fiel -: a não-
-existente,
a viva
e minha, a
tua."
Celan, P. (2008). A Morte É Uma Flor. Poemas do Espólio (Barrento, J., Trad. e Pósf.). Lisboa: Edições Cotovia.

segunda-feira, dezembro 07, 2009

domingo, dezembro 06, 2009

Às portas de Copenhaga

Mais de Arne Naess ou mais de Murray Bookchin? Uma acção baseada num discurso sobre o desenvolvimento sustentável? Um movimento sob uma exposição prometaica do desenvolvimento sustentável? Um acontecimento baseado num conceito demarcado de modo não ambíguo? A verdade é que o modo como se repensa uma transposição (entre o pensamento e a acção) retrata diferenças abissais... Guha pensou no «ambientalismo dos pobres», Françoise d'Euabonne deu a pensar o «ecofeminismo», Lynn White anunciou uma «ecoteologia». E nós? O que impede uma representatividade eficiente, dos verdes, no nosso parlamento?

sábado, dezembro 05, 2009

O Suicídio de D. Dinis:
Eu compreendo-o! Também ouvi a Senhora dizer aos seus meninos: "Aqui está a estátua de D. Afonso Henriques" (É verídico). Seja relembrada a sua coroa enquanto «Rei-Trovador», pois do seu feito através da Magna Charta Priveligiorum, já Coimbra se esqueceu...
Foto minha

sexta-feira, dezembro 04, 2009

Será que o «Pai Natal» sabe o que é uma "Edição Fac-Símile"?

Imagem disponível em: http://www.fnac.pt/pt/Catalog/Detail.aspx?cIndex=0&catalog=livros&categoryN=Livros&category=poesia&product=9789726656302

quinta-feira, dezembro 03, 2009

Estudar "Direito"?
Direito é na Faculdade de Direito da UNL! Estudar numa Faculdade com "atenção peculiar": "sabem" o nome de todos os alunos e, no ano transacto, a empregabilidade para os recém - "formados" foi superior a 90% (Sim, a "senhora" disse que só dois alunos não ficaram "colocados". Não há problema nenhum: "eles" vêm de uma classe média-alta)...
É caso para dizer: «por cristinho»!

quarta-feira, dezembro 02, 2009

terça-feira, dezembro 01, 2009

Sentimento intemporal
Um olhar fugaz,
Um toque adiado,
Palavras avassaladas através de um sorriso...
Feriado

Levaram-me metade do cabelo. Sinto-me despida. Que horror...

segunda-feira, novembro 30, 2009

"Não posso ser emigrante em Coimbra?"

Porquê falar de Robert Debré?
Porque tornou evidente que não há hereditariedade da tuberculose!
"Superstition"

sábado, novembro 28, 2009

À conversa com Paulo Pedroso

Esta tarde, em debate num Café-Tertúlia em torno de "Políticas Locais de Esquerda" sob a organização do clube política: "Esquerda Presente" (ver em: http://esquerdapresente.blogspot.com), discordei, ao nível das políticas locais, que o objectivo fosse: chegar a uma "auto-governação" (de políticas locais). Todavia, Paulo Pedroso focou a urgência de uma inquietação "cosmopolitana" para um debate democrático contemporâneo. Subscrevo e insiro esta orientação na "luta" a todo e qualquer «futebolismo político», da "esquerda" para a "direita", da "direita" para a "esquerda". Foi ocasião de trazer ao debate contemporâneo, Jacques Derrida, que deixou de modo singular, o rastro de um pensamento a propósito da soberania política, à partida, "assinada" por uma incondicionalidade indivisível de um «bem anipotético»...

sexta-feira, novembro 27, 2009

Desvio alegórico:

Richard Strauss diria: "A luta entre a palavra e a música é o problema presente (...)". Ela pensa: não estás, também, a dissuadir-te da questão-problema?! Desviar (através da luta) a palavra da música, não significará substituir a sensibilidade à reflexão?

quinta-feira, novembro 26, 2009

Semelhante ao jornalismo português:
"Um dos nossos erros mais comuns é tirarmos conclusões a partir de dados insuficientes. Se o primeiro lituano que encontrarmos for irascível, criamos a expectativa de que todos os lituanos serão irascíveis. Quando um navio desaparece no triângulo das Bermudas, os jornais sensacionalistas concluem que o triângulo das Bermudas está assombrado. Esta é a falácia da generalização a partir de informação incompleta" (Weston, A. (2005). A Arte de Argumentar (2ª ed. Murcho, D. Trad.). Lisboa: Publicações Gradiva. p.107).

quarta-feira, novembro 25, 2009

Súplica

Será que algum(a) londrino(a) me quer acolher? (Tirem-me deste país - rápido!)
Edifícios auto-suficientes?

terça-feira, novembro 24, 2009

Mistério da Idade

Será possível enunciar, de modo minucioso, as principais alterações do sistema imunoinflamatório com o envelhecimento? Segundo as palavras de Ladislas Robert (1994) o "envelhecimento é a perda progressiva e irreversível da capacidade de adaptação do organismo às condições do ambiente". Esta abordagem será suficiente? Pensando por etapas, primeiro é preciso tentar perceber as alterações ou modificações fenótipas e funcionais dos linfócitos T, linfócitos B e macrófagos. Posteriormente, poderá (ou não) ocorrer uma tradução destas modificações numa maior exposição à vulnerabilidade, um maior risco de contrair infecções e outras incidências. Neste contexto, no decorrer do processo de envelhecimento haverá uma atrofia tímica relacionada à diminuição de funções activas dos linfócitos. Ou seja, as células CD4 +, CD45 RA+ (LT "Naive") acabam por ser substituídas pelas CD45 RA- (LT Memória), permitindo a baixa dos linfócitos T "naives" e aumento dos linfócitos T "clonaux" (penso que seja assim que surge a deficiência da molécula CD28). Assim, talvez se verifique um aumento da apoptose, obstruindo a multiplicação das células originais para a substituição das anteriores. Consequentemente as células do tecido continuarão as mesmas, sem renovação, envelhecidas e, podendo originar a disfunção do sistema imunitário do idoso(a)...

Imagem disponível em: http://www.baciadasalmas.com/images/2007/bits/safety-last-b.jpg

segunda-feira, novembro 23, 2009

domingo, novembro 22, 2009

Correspondência:
Em plena era da comunicação somos, diariamente, avassalados pelo correio electrónico. Será que o e-mail substitui a a carta? NÃO! Gosto do papel, da caligrafia, do aroma, da forma, do "testemunho físico"... (hmmm ainda penso nos rastos documentais do Antigo Egipto - como será a "história" do futuro?).
Agradecimento e resposta ao desafio do blog: Sustentabilidade É Acção

1 - Eu já "vi" a vida de um amigo ser interrompida;

2 - Eu nunca desisto face à primeira barreira;

3 - Eu sei que "o pensamento filosófico" contribui para o debate contemporâneo;

4 - Eu quero acreditar na redução futura das desigualdades globais;

5 - Eu sonho com descobertas incessantes na astronomia.

sexta-feira, novembro 20, 2009

quinta-feira, novembro 19, 2009

"A Origem das Espécies. 150 Anos"

24.11.09 -15h
Mesa-Redonda
Entrada Livre
Sabia que...
A empresa multinacinal da Wal-Mart fundada por Sam Walton não permite que os seus funcionários se sindicalizem?

quarta-feira, novembro 18, 2009

Condillac:
Sensualismo ou empirismo? (Estou cafusa!)

terça-feira, novembro 17, 2009

Francisco Tárrega:
Quem não se lembra da "Gran Vals" (o som padrão da Nokia)? Com dedos desnudados, Francisco Tárrega dançou com o piano, o violino e a viola... Só podia ter acabado a reunir um grupo de extravangantes: Miguel Llobet, Daniel Fortea e Emílio Pujol..

segunda-feira, novembro 16, 2009

Será sustentável?

"Projecções mais recentes aumentam a população mundial no cenário médio para 9191 milhões de pessoas". Dados da United Nations Population Division para 2050.

domingo, novembro 15, 2009

Um olhar que não se afasta:

Em torno de uma «responsabilidade pré originária pelo outro» só me ocorre a decisão vulnerável..

Imagem disponível em: http://www.everydaypeoplecartoons.com/cartoons/112.jpg

sábado, novembro 14, 2009

Intemporal:

Nasceu a 13.11.89: "Uma rádio de palavra" - Rádio Jornal do Centro (RJC). Vinte anos depois, eu conheço ("tão bem") esta história...

sexta-feira, novembro 13, 2009

Alteração climática ou variabilidade climática?
Segundo a Convenção - Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança de Clima (CQNUMC) determina-se a existência de uma alteração climática quando se verifica uma mudança do clima atribuída, directa ou indirectamente, à actividade humana, alterando a composição da atmosfera global. Se a "alteração climática" resulta da actividade humana, então, porquê continuar a rejeitar a concepção de "variabilidade climática" em caso de "mudança" por causas naturais? (ainda não percebi).

quinta-feira, novembro 12, 2009

Movimento contínuo das doenças infecciosas:
A necessidade de actuar sob medidas de controlo das doenças infecciosas persiste! É urgente o apoio para: 1 - O controlo dos reservatórios - a) em animais: a tuberculose bovina, a brucelose, raiva; b) mosquitos: a febre-amarela, a malária; 2 - O controlo nas vias de transmissão - a) controlo da água; b) controlo do lixo; c) pasteurização do leite; 3 - As imunizações - a) activa; b) passiva; 4 - As medidas de isolamento e quarentena; 5 - A vigilância epidemiológica; 6 - A erradicação do microorganismo...

quarta-feira, novembro 11, 2009

Paisagem da "minha janela" (Biblioteca C.)

Foto minha.

terça-feira, novembro 10, 2009

Até quando?

"Até quando, ó simples, amareis a simplicidade? e vós, escarnecedores, desejareis o escárnio? e vós, loucos, aborrecereis o conhecimento?"

(Trad: Almeida, J. F. (1979). A Bíblia Sagrada. «Provérbios de Salomão». Cap. I. Vers. 22)

segunda-feira, novembro 09, 2009

Vladimir Jankélévitch


Não foi uma "personalidade rara", mas uma "carta" fora de série! Ele acreditou que o "homem é virtualmente ético" e, ao mesmo tempo, entre a expectativa e a esperança, balançou numa nuance longe de ter um registo musical ou estético. Nem o quid, nem o quod, podem salvar um pensamento que empurrou para o mesmo saco: Kant, Kierkegaard, Hegel, Sartre, Bergson... Misturou estética e moral, proporcionando "cacetada" nas profundezas do fosso!

Zás...

domingo, novembro 08, 2009

Ei, eles existem!
"O Bio Guard FRHF, à base de óleo de poliéster, da ANDEROL, foi concebido para facilitar o seu bombeamento (passa os testes Vickers 35VQ 25A e 104C) e reduzir o desgaste dos equipamentos e a formação de depósitos sob condições extremas. Não gera cinzas em silício, cumpre especificações rigorosas de inflamabilidade para lubrificantes industriais, incluindo o Factory Mutual Approval Standard 6930. O seu ponto de inflamação supera os 360º e a sua temperatura de ignição autogénio, os 420ºC. Disponível com viscosidades ISO 45, 55 e 68, o fluído é compatível com elastómeros, juntas e mangueiras, utilizados geralmente para facilitar a mudança. Cumpre ainda os mais conhecidos padrões de biodegradabilidade, apresentando baixa toxicidade aquática, durando 3 a 4 vezes mais que os produtos convencionais à base de óleos minerais. Principais aplicações: exploração mineira, a fundição, siderurgia, plataformas marítimas, etc."
(4º Trimestre de 2006). «Fluido hidráulico biodegradável e resistente ao fogo». Indústria e Ambiente, nº 43, p.59.

sexta-feira, novembro 06, 2009

Pelas técnicas de A. Carlevaro

Sonhos intemporais de um violinista, compositor, professor

Imagem disponível em: http://images02.olx.pt/ui/1/22/69/7201369_1.jpg

Frases pervertidas?

quinta-feira, novembro 05, 2009

Inimigo abstracto:
"- Ô douleur! ô douleur! Le Temps mange la vie,
Et l'obscur Ennemi qui nous ronge le coeur
Du sang que nous perdons croît et se fortifie!"
(in, Les Fleurs du mal, «L'Ennemi»).

quarta-feira, novembro 04, 2009

Para o Sylvester:

Interrupção dos pensamentos com Lacan:

«Na relação escópica, o objecto de que depende a fantasia à qual o sujeito está apenso numa vacilação essencial, é o olhar» (In, O Seminário).

segunda-feira, novembro 02, 2009

Controvérsia II

Há quem diga que a saúde surge como experiência de contraste, mas o que dirão sobre o projecto de "gerar seres" pela inteligência artificial ?

domingo, novembro 01, 2009

Submersa

Luz, luz, onde estás?
Agora que vejo o escuro,
agora que sinto aquele frio sem sentir,
agora que não atravesso o teu olhar,
agora que pensava que brilhavas comigo...
Luz, luz, onde estás?
Será que estiveste comigo
ou estiveste no fundo de um outro oceano?
Até no oceano, por certo, brilhas mais do que um dia brilharei...
Mas quem és tu?
Um dia foste luz
e, neste momento, és vento que não se sente, és luz que não brilha, és amor que não tem coração, és tudo, não sendo nada.
Não és, foste... Hoffnung. (by, Jeune)

Foto "de" Yonaguni.

sexta-feira, outubro 30, 2009

A propósito da escassez dos combustíveis fósseis

Ainda que a disponibilidade do carvão seja superior à do petróleo e, a deste, à do gás natural, será que o pico de Hubbert ainda terá alcance? A previsão de Marion King Hubbert (geofísico que trabalhou para a Shell Oil Company) a par de dois estudos ulteriores (o de Ivanho e o de Campbell), ainda poderá projectar uma escassez do petróleo em 2030? Do gás natural em 2050? E do carvão depois de 2060?

Imagem disponível em: http://resistir.info/peak_oil/imagens/king_hubbert.jpg

quinta-feira, outubro 29, 2009

quarta-feira, outubro 28, 2009

Reprodutividade Técnica?

Walter Benjamin saltou da "estética" para a "crítica" e, da "crítica" para o contra-senso de uma «ideia infinita» que, supostamente, desvelaria a obra de arte. No que diz respeito à fotografia ele sabe que « (...) a natureza que fala a câmara é distinta da que fala o olho (...)». Mas, oh Benjamin, porque é que a percepção das obras de arte está subordinada ao desenvolvimento das técnicas de reprodução?

Fotografia de Francesca Woodman

terça-feira, outubro 27, 2009

Café Interrompido
(Pouco depois de almoço). Estava a beber um café, com uma amiga, num espaço público. Senti uns gritos entre duas mesas atrás... A cara da minha amiga ficou pálida e, quando decidi voltar-me, vi uma rapariga a iniciar uma forte cena de violência - (empurrou a outra rapariga do banco - bateu - bateu - bateu). Resultado: inseri-me no meio para tirar a outra rapariga do chão (que já tinha golpes na cara e pescoço) e ainda saí de lá com sangue..Ora "porra" para isto!

Imagem disponível em: http://1.bp.blogspot.com/_Riq4zGb-e6U/SlSwKlYUGeI/AAAAAAAAA0E/BJn46tt_l8s/s320/murro.jpg

STOP

segunda-feira, outubro 26, 2009

Espelhos e paredes:
GESTALTPSYCHOLOGIE?

domingo, outubro 25, 2009

sábado, outubro 24, 2009

Quantos/as leram Caím?

"- E falou Caím com o seu irmão Abel: e sucedeu que, estando eles no campo, se levantou Caím contra o seu irmão Abel e o matou.
- E disse o Senhor a Caím: Onde está Abel, teu irmão? E ele disse: Não sei: sou guardador do meu irmão?
- E disse Deus: Que fizeste? A voz do sangue do teu irmão clama a mim desde a terra.
- E agora, maldito és tu desde a terra, que abriu a sua boca para receber da tua mão o sangue de teu irmão.
- Quando lavrares a terra, não te dará mais a sua força; fugitivo e vagabundo serás na terra.
- Então disse Caím ao Senhor: É maior a minha maldade que a que possa ser perdoada.
- Eis que hoje me lanças da face da terra, e da tua face me esconderei; e serei fugitivo e vagabundo na terra, e será que todo aquele que me achar me matará.
- O Senhor, porém, disse-lhe: Portanto, qualquer que matar Caím, sete vezes será castigado. E pôs o Senhor um sinal em Caím, para que o não ferisse qualquer que o achasse" (Almeida, J. F. (1979). A Bíblia Sagrada. Génesis. Cap. IV. Vers. 8-14).
*
"Mas, se houver morte, então darás vida por vida" (ibidem, Êxodo. Cap. XXI. Vers. 23).

sexta-feira, outubro 23, 2009

quinta-feira, outubro 22, 2009

Surrealismo:
"O nosso amor não é um amor vulgar.
Tem uma história com a dimensão de milhões de anos.
Possui um futuro que não tem fim.
Possui força e sabedoria.
Apoio e compreensão.
Cresce, aprendendo.
O nosso amor não pertence ao tempo,
ao espaço ou aos fracassos humanos".
1953 - Linda Macfarlane

Vibrio cholerae

Será possível o tratamento através da hidratação e reposição de electrólitos? Desde de 1817 já se verificaram enumeras pandemias de cólera com elevada mortalidade, tornando-se endémica em África, Sudoeste asiático, América do Sul e Central. Ainda que o agente da cólera actue através da água ou alimentos (um bacilo gram-negativo) existem dois serotipos O1 e O139. Ora, no que diz respeito à cólera - 75% dos infectados desenvolvem sintomatologia, dá-se uma incubação de 1- 5 dias e daí decorrem diarreias profusa e aquosa ou desconforto abdominal e diarreia simples/as fezes passam a cinzentas/ o muco está presente nas fezes – "água de arroz"/ vómitos. Todavia, a cólera gravis pode ser mortal em poucas horas se desencadear diarreia 20 l/dia/ taquicardia/ hipotensão e colapso vascular devido à desidratação. Como actuar em casos fulminantes?

terça-feira, outubro 20, 2009

Para lá da medicina psicossomática:
Já lá vai o tempo em que os psiquiatras integravam a equipa: médicos dos doidos. Nos dias de hoje, os "médicos dos doidos" inserem-se dentro da "medicina de ponta". Sim, estes "senhores" alegam tantas "doenças mentais" que acabam por conseguir quase tantas hospitalizações como as que por motivos cardiovasculares. Não se preocupe! Segundo "alguns" psiquiatras, a verdadeira preocupação (profissional e humana) será saber se os problemas psíquicos derivam de uma lesão cerebral ou funcional (vê-se com os anti-depressivos que prescrevem logo na primeira "consulta").
Enfim, voltem os Romanos com a mania, o Antigo Testamento com a punição de Deus, a Idade Média com «possessos do demónio», o Renascimento com a loucura de Shakespeare e, para sempre, a neurose de Freud!

segunda-feira, outubro 19, 2009

Hipócrates dos pré-socráticos?

«As doenças têm uma causa natural e não sobrenatural, causa essa que podemos estudar e compreender» - perto de uma relação ao cosmos, nomos, logos e à physis?

sábado, outubro 17, 2009

"Doenças" Mentais. Haverá alguém que não "seja" doente?

sexta-feira, outubro 16, 2009

Dois "passos" importantes:
1 - Inscrição no consulado virtual: http://www.secomunidades.pt/web/guest/PostosConsulares ;
2 - Cartão Europeu Seguro de Doença - CESD;

quarta-feira, outubro 14, 2009

Um passado, presente:
Composição de suspiros

"Idée de la substitution annonce la charge écrasante de la responsabilité. Si la Subjectivité est vulnérabilité, sensibilité, passivité plus passive que toute passivité, sa responsabilité ne peut être qu'un «s'offrir»" (Plourde, S. (1996). Emmanuel Lévinas. Altérité et Responsabilité. Paris: Les Éditions Du Cerf. p.75).

terça-feira, outubro 13, 2009

A borboleta de Darwin: Xanthopan morgani praedicta

Darwin encontrou a orquídea, mas o "lepidóptero" que a ia conseguir polinizar só apareceu depois!Uma borboleta nocturna. Curioso...

Imagem disponível em: http://www.orchidspecies.com/orphotdir/xanthodom.jpg

segunda-feira, outubro 12, 2009

Transfigurações?
Entre o desperdício de energia e as leis da física:

Se a entropia pode ser uma medida de movimentos aleatórios, como é que os movimentos aleatórios deixam medir a energia que não pode ser transformada em trabalho?

sábado, outubro 10, 2009

sexta-feira, outubro 09, 2009

Problemas de/no Conhecimento:
Tolerei o "chá" do Teeteto e apareceu, sem pedir permissão, um aroma da definição tradicional de conhecimento: "opinião, verdadeira, justificada". Depois, dei atenção à missa do Weber e, por ali, celebrava-se a vinda do objecto de conhecimento científico apático face a valores humanos. Todavia, como há sempre espaço para a insurreição, o Kuhn apareceu a superar paradigma sob paradigma, abrindo espaço para a cantiga do Lyotard: relativismo cultural. E a pergunta nasce: conhecimento e ciência serão sistemas de ideias socialmente construídas? (cada vez pior)... Ora, mais uma voltinha no carrossel que me permite avistar, de um modo circular: Sokal. A náusea surge e a minha impaciência grita: bem-vindos ao escândalo sobre a sociologia da ciência!
Vou genuflectir-me perante o meu alter-ego, dar-lhe muito, muito mimo..
Imagem disponível em: http://poesiadiaria.files.wordpress.com/2009/04/conhecimento.jpg
Voz e disposição sedutora:

quarta-feira, outubro 07, 2009

Suspensórios provocadores?

Keira Knightley: Chanel's Coco Mademoiselle

Vamos?
The Grapevine/ Casino Royal
TAGV - 8.10.09 - 21:30

terça-feira, outubro 06, 2009

segunda-feira, outubro 05, 2009

B. Pascal,
Porquê pensar com o espírito geométrico ou com o espírito intuitivo? Não permitem ambos lidar com a abstracção?!

domingo, outubro 04, 2009

Escrever com as «vísceras»:

Camilo José Cela diria: "Escrever não é fácil ou difícil, mas possível ou impossível". Na impossibilidade direi: um dia ainda vou saber escrever com as «vísceras». Para lá da cavidade torácica e abdominal, estas «vísceras» transportam uma natureza diferente. É uma natureza estranha e turva, florescendo a cada momento, com as tábuas de argila encontradas no templo de Uruk (3200 a. C.). É uma natureza portadora da reacção tipo ácido-base que se desvela no velar da mensagem, velada pela «escrita dos deuses». É com estas «vísceras» que quero escrever, como se de um phármakon se tratasse...

Imagem disponível em: http://media.photobucket.com/image/escrever%20com%20as%20v%2525C3%2525ADsceras/hormoniosas/EscreverLuisPedro.jpg

sexta-feira, outubro 02, 2009

quinta-feira, outubro 01, 2009

Melancolia da Música:

(Para além da técnica, da performance, da partitura, do som, do silêncio).

Imagem disponível em: http://4.bp.blogspot.com/_lcAVGqCHWw8/ShRyB0J2QfI/AAAAAAAAOnM/TNQOGHMKir8/s400/CLAVE+DE+SOL.JPG

quarta-feira, setembro 30, 2009

Paradoxo contínuo:

Como é que, não sendo "católica", o único "livro" que tem permanência na minha mesa de cabeceira é: a Bíblia Sagrada?!

terça-feira, setembro 29, 2009

Parabéns (45 anos):

A Mafalda de Quino

segunda-feira, setembro 28, 2009

Desabafo:

É triste quando, inesperadamente, uma voz conhecida diz: "essa conversa da justiça talvez acabe.. talvez estejas disposta a compactuar/calar com a injustiça quando não tiveres dinheiro para comprar o pão que comes"! Só me ocorreu: "talvez não (...) talvez quando muitos não's se juntarem talvez esse monopólio acabe". Só me ocorrem as palavras de Derrida: "O estar mal de soberano bem". Não ontem, não hoje, não amanhã! E dá vontade de perder a educação, perder o sorriso e ranger os dentes...

Imagem disponível em: http://4.bp.blogspot.com/_ickyHlKZR40/SR2TM7vJVSI/AAAAAAAAA_Q/GUMNhuqkn2g/s400/tort.jpg

domingo, setembro 27, 2009

Questão profunda:

" Mana, mas porque é que é tão importante votar? "

sábado, setembro 26, 2009

"Pequenos nadas" à beira das eleições:

sexta-feira, setembro 25, 2009

Confusões teóricas:
Continua a parecer uma problemática (em algumas cabecinhas) a distinção entre Orçamento e Previsão Orçamental. Porém, a distinção fica clara se atribuirmos ao Orçamento: a estimativa para a definição dos fundos iniciais/ fundos de recurso e, também, o custo por cada actividade (aquisição do material, suportes logísticos, tempo gasto por profissionais, etc.). No que diz respeito à Previsão Orçamental deve contemplar-se: as fontes de financiamento, as fontes de financiamento alternativas, os fundos inicias, a contribuição da entidade proponente e o plano de financiamento a longo prazo. Ora, se "tudo" tem aversão em falar/discutir orçamentos, porque não investigar a previsão orçamental? Buracos? Afinal não estamos todos a pedir clareza… (pudera).
Novamente:

quinta-feira, setembro 24, 2009

quarta-feira, setembro 23, 2009

Irão – Realidade Privada:

Nova proibição nas "montras": nem "Gravatas" nem "Lingerie"...

segunda-feira, setembro 21, 2009

domingo, setembro 20, 2009

Est possible un touche qui dépasse le chant et le verb?

"Quand le corps tout entier rayonne et brûle de ce divin contact, il se fait chant et verb, mais ce que de tout lui-même par l'Autre rassemblé et recueilli il chante est cela qu'il ne peut dire, cela qui l'excède infiniment, un excès auquel le toucher même est destiné, et qui dans la plus humble des sensations, dans le moindre contact ici, nous était déjà pour toujours ouvert" (Chrétien J.L. (1992). L’appel et la réponse. Paris: Les Éditions de Minuit. Pp.153-154).

sábado, setembro 19, 2009

Esquecimento democrático à beira da incursão na 7ª política de saúde:

Remontando à primeira política de saúde, entre 1974 - 1979, corresponde à fase optimista e de criação normativa do SNS que em 1976 se tornou universal, geral e gratuito (adoptaram-se medidas que cobrissem a população como a responsabilização financeira e a oficialização dos hospitais). Posteriormente, já na segunda política de saúde, entre 1980 – 1983, parece ter-se sentido um recuo com a tentativa de revogação da Lei do SNS. Ora, na política seguinte, entre 1985 – 1995, apostou-se na aproximação à ideologia de mercado através de medidas como a privatização do financiamento, a articulação das unidades de saúde, a mobilidade profissional e a privatização da prestação, aqui, o SNS passou a ser universal, geral e tendencionalmente gratuito, o mesmo é dizer, que a sociedade passou a assumir parte da responsabilidade financeira: "Aliás, só com a segunda revisão constitucional, em 1989, o primeiro princípio do artigo 64.º passa a ter uma outra redacção: " serviço nacional de saúde universal e geral e, tendo em conta as condições económicas e sociais dos cidadãos, tendencionalmente gratuito" e, no segundo, se abandona a redacção radical da socialização da medicina e dos sectores médico-medicamentosos (de resto nunca tentada), para se limitar à expressão ambígua de socialização dos custos dos cuidados médicos e medicamentosos" (Simões, 2005, p.111). Talvez isto tenha sido mote para na quarta política de saúde , entre 1995 – 2002, se tenha retomado os meios do SNS, adicionando meios privados. No meu ver, esta é uma das "etapas políticas" mais interessantes do ponto de vista da gestão. Pegando no exemplo do Hospital de Santa Maria da Feira deu-se um enorme salto ao conciliar-se a gestão pública com a privatização mínima. Nesta última, só as regras de direito são privadas, em vista à aquisição de bens e serviços. É importante que se demonstre e saliente a necessidade desta Gestão, porque infelizmente: "(...) o pressuposto de que Gestão é Gestão de Empresas continua a persistir. É por isso importante afirmar – e fazê-lo bem alto – que a Gestão NÃO é Gestão de Empresas, do mesmo modo que, por exemplo, Medicina não é Obstetrícia" (Drucker, 2000, p.17). Já entre 2002 – 2005 (na quinta política de saúde) começou a pensar-se na eficiência através das parcerias público privadas, mas parece que o governo em vigor se esqueceu de algo bastante importante: "Não se "gerem" pessoas. O objectivo é liderar pessoas. E a meta é tornar produtivos os pontos fortes e o conhecimento específico de cada individuo" (idem, p.29). Desde 2005 que estamos inseridos na sexta política de saúde, aperfeiçoando a eficiência do SNS através de medidas como a venda de medicamentos não sujeitos a receita médica fora das farmácias, o cuidado em unidades de saúde familiar e rede nacional de cuidados continuados integrado. Já "defendi" o SNS por outras bandas, porém, parece que até a possibilidade de uma 7ª política (seria melhor a continuação da 6ª) está ameaçada pela não inclusão num certo programa eleitoral.. Esquecimento da análise de Path dependency?

Fontes:

Druker, P. F. (2000). Desafios da Gestão Para o Século XXI (Correia, G. Trad). Porto: Livraria Civilização Editora.

Simões, J. (2005). Retrato Político da Saúde. Dependência do Percurso e Inovação em Saúde: Da Ideologia ao Desempenho (Campos, A. C. Pref.). Coimbra: Edições Almedina.

quarta-feira, setembro 16, 2009

Modelos limitantes:

Ainda existe um grande NÚMERO de "pensadores" (inseridos no modelo bio-médico) a "observar" a doença, se e só se, houver uma alteração dos parâmetros biológicos. Isto fará sentido perante tanta propaganda em torno do risco de adoecer? Incoerência?! E, como é que os médicos só diagnosticam deseases se os doentes sofrem illnesses?

Imagem disponível em: http://3.bp.blogspot.com/_61jD2mJrESc/SAawlUFxZfI/AAAAAAAAAAU/FzBdV8LLc38/s400/medico.jpg